Home  |  quem somos  |  recursos  |  cidadania
Trabalhar no estrangeiro  |  contactos  |  links
cabeçalho
Anuncie neste site rss
logotipo
Empresas 9583
Candidatos 80386
Ofertas 682
Username
espaco
Password
Esqueci-me da password

Suiça
 

Selecione um país

Volta ao mapa da europa
  Informações gerais

A SUIÇA

A Confederação suíça é um pequeno estado federal sem saída para o mar na Europa central,
Quando se fala na Suiça a primeira coisa que se pensa é nas montanhas, seu paraíso financeiro, os chocolates, o queijo, porém Suiça é algo mais do que isso. A Confederação Helvética (CH) é uma união política de 26 estados, que são autónomos em matéria militar, educativa e religiosa. Cada região conta com particularidades únicas. Na Suiça fala-se quatro idiomas diferentes, o francês, italiano, alemão e o romanche. Dos quase sete milhões de habitantes que vivem na Suiça, um milhão são estrangeiros. Tudo isto nos dá uma referência da mistura de culturas, do fascínio da sua variedade e ao mesmo tempo do respeito que se respira neste pequeno país.
Muito procurada por suas estações de esqui, a Suíça é reconhecida internacionalmente pela qualidade de sua hotelaria. Esses contrastes fazem parte do charme do país que arrebata turistas o ano inteiro.
A nação tem uma forte tradição de neutralidade política e militar, mas também de cooperação internacional, sendo sede de muitas organizações internacionais.

GEOGRAFIA

A Suiça faz fronteira a norte com a Alemanha, a leste com a Áustria e Liechtenstein, ao sul com a Itália e a oeste com a França.
A paisagem suíça é caracterizada pelos Alpes, uma alta cadeia montanhosa que se estende pelo centro-sul do país. Entre os altos picos dos Alpes suíços, o mais alto dos quais é o Pico Dufour, de 4634 m, na fronteira suíço-italiana, encontram-se inúmeros vales, alguns com glaciares. Delas, as nascentes de muitos rios europeus como o Reno, o Ródano, o Inn, o Aar ou o Tessino descem para lagos como o Léman, o de Zurique, o Neuchâtel e o de Constança e continuam a descer.
A montanha mais alta localizada inteiramente na Suíça é o Monte Dom, com 4545 m de altura. O cume do Dufour, no entanto, pode ser considerado o ponto mais alto da Suíça, pois fica a cerca de 160 m da fronteira italiana, em território suíço.
O norte do país é mais aberto e mais populoso, mas também tem ondulações como o maciço do Jura, uma cadeia menor no noroeste. O clima suíço é em geral temperado, mas as variações regionais são grandes, das rigorosas condições nas altas montanhas ao agradável clima mediterrâneo no extremo sul.

ECONOMIA

A Suíça é uma importante potência industrial. As indústrias têxteis e alimentícias, a relojoaria e o artesanato de madeira são tradicionais no país. Mas, graças à energia hidroeléctrica, favorecida pelo relevo, ao capital e a uma mão-de-obra hábil, os ramos mais modernos da indústria puderam desenvolver-se (metalurgia de transformação e química).
O país é conhecido como um porto seguro para investidores, por manter um elevado grau de sigilo bancário e por manter elevado o valor externo de longo prazo do franco.
Nos últimos anos, os suíços têm ajustado as suas práticas económicas com as da União Europeia com o objectivo de aumentar sua competitividade internacional. Embora o país não pretenda ser membro pleno da UE a curto prazo, Berna e Bruxelas assinaram acordos de liberalização comercial em 1999. Estão igualmente a ser discutidas outras áreas de cooperação. Além disso, a Suíça é membro da Associação Europeia de Livre Comércio.
A moeda local da Suíça e do Liechtenstein é o franco suíço (CHF).

POLITICA

De acordo com a constituição de 1999, os cantões detêm todos os poderes não especificamente delegados à Confederação. O parlamento bicameral suíço, a Assembleia Federal, é primariamente quem exerce o poder. As duas casas, o Conselho de Estados e o Conselho Nacional, têm poderes iguais em todos os aspectos, inclusive quanto à iniciativa legislativa.
Os Cantões podem aumentar impostos e sancionar suas próprias leis, desde que estejam em conformidade com a legislação federal. Eles também elegem seus próprios governos e parlamentos.
Os poderes do governo federal estão firmemente definidos na Constituição. Estes poderes incluem a defesa, a segurança interna, as relações diplomáticas e a política exterior, a alfândega, os correios, os telefones e as comunicações ferroviárias; a constituição de 1848 introduziu amplos direitos civis, dando aos cidadãos uma real influência na política.
O poder executivo – governo – composto por um gabinete de sete ministros, é também chamado de Conselho Federal. Os membros são eleitos, reeleitos – e muito raramente demitidos – pelo Parlamento em Berna.
Um princípio fundamental do Gabinete, composto de 4 partidos, é a necessidade de buscar consenso e demonstrá-lo perante o Parlamento e a opinião pública.
A legislação nacional é tarefa do Parlamento Federal em Berna, que habitualmente se reúne para suas quatro sessões de três semanas de duração, durante cada uma das quatro estações do ano.
Praticamente, qualquer decisão que o Governo tome ou que o Parlamento aprove, pode ser rejeitada pela população – ou o "soberano" - como as vezes o eleitorado é chamado.
A Suíça e a neutralidade são sinónimos. Este país não pode estabelecer alianças militares a menos que seja atacado. Suas forças somente podem ser usadas em defesa própria e para segurança interna. Não pode tomar partido em conflitos internacionais e dar direito de passagem a forças estrangeiras.

EDUCAÇÃO

A Constituição Federal estipula o direito à educação e a obrigação de frequentar a escola. Mas, são os Cantões os responsáveis pela escolaridade.
Isto significa que existem actualmente 26 diferentes sistemas de educação na Suíça, embora tenha havido apelos visando harmonizar os diferentes sistemas.
Muitos alunos começam a escola aos sete anos de idade, depois de passarem um ou dois anos no jardim-de-infância. Eles geralmente permanecem nove anos na escola antes de ingressarem nos níveis superiores de educação e aprendizado.
Os Cantões estão autorizados a tomar suas próprias e independentes decisões, quando o assunto diz respeito à estrutura de seus sistemas de educação, programas e datas das férias escolares.
Contudo, a Conferência de Directores Cantonais de Educação Pública assegura o contacto e a harmonia entre os Cantões.
Os críticos apontam dois principais problemas em relação ao actual sistema. Nem sempre é fácil se transferir de um para o outro sistema cantonal. Os dias de aula nem sempre são compatíveis com os horários de trabalho dos pais.

RELIGIÃO

A maior religião, praticada por 43% dos suíços, é o Catolicismo romano, seguido por diversas crenças Protestantes (35%). A imigração estabeleceu o Islamismo (4%) e a Ortodoxia Oriental (2%) como minorias religiosas dignas de nota. Os demais pertencem a minorias muito pequenas ou que não praticam religião alguma.

  Sobre este país

- Capital: Berna
- Desemprego: 3,8%
- Salário médio: 3 400 €
- Lingua(s): Alemão, Francês, Italiano e Romanche


Links úteis

Secretaria Federal da Economia
http://www.treffpunkt-arbeit.ch

Portal Emploi
http://www.portailemploi.ch/

Portal Stellenlinks
http://www.stellenlinks.ch/

Portal Jobinfo
http://www.jobinfo.ch/

Portal JobMarket
http://www.jobmarket.ch/

Portal Jobs.ch
http://www.jobs.ch/

Porta Stepstone Suiça
http://www.stepstone.ch/

Estatisticas Nacionais - Suiça
http://www.bfs.admin.ch/

Segurança Social
http://www.soziale-sicherheit-ch-eu.ch/


 




adicionar aos favoritos Adicionar aos favoritos parceiros Parceiros mapa do site Mapa do site anunciar Anunciar
© Portalemprego. Todos os direitos reservados
Condições de utilização | Politica de privacidade
  w3c_a w3c_xhtml w3c_css w3c_aa w3c_access

Webdesign & Powered by: VOI Communication

separador
spacer